Mari Medeiros do Bem Mimosa

Mari Medeiros do Bem Mimosa

A Artista em Pauta, Mari Medeiros, está na frente do Bem Mimosa – bordados botânicos feitos a mão. O processo do criar é o que a mais agrada, então é raro vê-la em uma rotina de fazer sempre o mesmo. Inovadora e sempre em busca de novas técnicas e formatos, Mari nos encanta com os mínimos detalhes de suas mimosas peças.

 

Conte um pouco sobre você
Várias histórias se misturam e se encontram para formar a Bem Mimosa. Antes do meu casamento em 2013 decidi que queria alguns itens de acessório bordados a mão com pedraria. Só encontrei referências de fora, o que dificultaria a compra. Então decidi tentar fazer o que tinha em mente. Bordei pedraria em tule um arranjo para meu cabelo e uma pulseira, sem nenhum estudo, sem saber pontos, só na intuição. Depois de uns dois anos busquei uma atividade para ocupar minhas mãos e mente a noite, então resgatei uns retalhos, o bastidor que usei lá em 2013 e fui aprender bordado com o que encontrava na internet. Olhando tanta referência, vi uma artista que costurava flores secas no tule, criando umas peças lindas. Então resgatei o que restou de tule do meu casamento e fui testar bordar nessa trama transparente. Me apaixonei, na transparência que fica o bordado, na delicadeza e força do tule, e assim possivelmente a primeira artista de bordado em tule do Brasil. Depois de algumas peças vendidas que mostrei em meu perfil pessoal, ainda bordando uma ideia nova quando visitava meus avós, minha vó pegou uma peça que eu estava finalizando e disse que era um trabalho muito mimoso, comprou a que eu estava terminando e outra que tinha na bolsa. Fiquei dias com aquele elogio. Um termo antigo, mas tão doce, já que chamamos a bergamota de mimosa por aqui. Então comecei a trabalhar a ideia de criar uma marca pra ter nome o que eu estava criando. E como sou inquieta e não sei fazer uma coisa só, comecei a pensar na possibilidade além do tule, e ter peças bordadas com efeito 3D. Então fui inventando de fazer abelhas e borboletas em bordado 3D, o que depois fui aprender que tinha nome e toda uma teoria pra eu aprender e não só inventar. E assim começaram a sair as primeiras peças com bordado 3D aplicados em bordados no tule, as primeiras redomas e quadros.

Fotografia: acervo Bem Mimosa

Como você entrou nesse universo manual? 
Sempre gostei de trabalho manual, e como não tínhamos dinheiro sobrando para comprar coisas legais, na adolescência aprendi a fazer tricô só para poder fazer os meus cachecóis. Depois fui atras de ver material e aprender a fazer minhas bijuterias. Para decorar a casa eu sempre vou atrás de aprender como fazer, amo um DIY e colocar a mão na massa. Me sinto perdida quando não tenho projetos manuais para fazer, seja cuidar das minhas plantas, cozinhar, trico, bordado, pintura… e meu próximo passo é aprender a costurar.

 

Qual é o processo de criação das suas peças?
Pode variar muito. Uma borboleta que vi na rua, uma planta que fica na minha mesa, uma foto que vi na internet, em um livro, em um filme, uma música. Eu tiro um tempo toda semana para rabiscar em meu caderno, ideias, esboços, tirar da cabeça referências que coletei ou que em algum momento aleatório apareceu em minha mente. As vezes a peça surge de um novo bastidor, moldura ou redoma que comprei fora do tradicional formato redondo. Penso um bordado exclusivo para ela. Outras tenho vontade de algo bem mais delicado, cheio de miudezas e detalhes. Ou quando estou muito travada de ideias, não gostando de nada que rabisco, me forço a trabalhar em uma ideia simples, um simples ramo de folhas que não precisa de tanto esforço mental e sei que o resultado será satisfatório sempre, então destravo quando termino e já posso ir pra próxima ideia.

 

Quais são as suas referências?
A natureza é minha inspiração o tempo todo, por isso sempre digo que trabalho com bordados botânicos. Mas dentro do que eu trabalho, minha primeira referência é a Olga Prinku que costura as flores secas no tule. E então todas as artistas que conseguem pegar um trabalho manual já visto e transformar em algo novo, colocar sua assinatura, seu estilo. Seja na pintura, no crochê, no bordado, na escrita, na música, na cerâmica, ou qualquer outra forma de arte.

 

Fotografia: acervo Bem Mimosa

 

Qual é o seu compromisso e suas práticas sustentáveis no momento? 
Tento gerar a menor quantidade de lixo possível. Minhas embalagens são sacolas de algodão para que a pessoa possa reutilizar, seja para comprar verduras, carregar itens dentro da bolsa ou mala de viagem. A embalagem externa para envio ou entrega são de reaproveitamento, papelão de caixas que pego no mercado ou recebo de compras online viram uma caixa nova para proteger a peça em sua viagem. Sacolas de papel de outras compras para as entregas em mãos. Nas peças delicadas de vidro, reaproveito plástico bolha, jornal. Sempre que recebo algo, guardo tudo para reaproveitar. Pra mim não é sobre não gastar com uma embalagem nova, mas sim não comprar mais uma caixa, folhas de papel, fios e fitas que em segundo será aberta e ir direto para o lixo. Os fios que sobram viram decoração em minha mesa, tenho um quadro cheio, garrafas cheias de sobra de fios que ficam lindos. E os recortes de tecido depois do acabamento eu guardo, uso para encher as peças 3D que precisam de enchimento e para futuramente fazer uma almofada.

 

Quais são os maiores desafios para você?
Administrativo e marketing são minhas maiores dificuldades. Uma vai afetando na outra, eu fico travada e exausta só de pensar de tempo em tempo. Então acabo deixando de lado ou fazendo bem de qualquer jeito. Sou totalmente de humanas mesmo, quando começa a aparecer números, dados, teoria, conteúdo massante, me esgota, quase dói de ter que lidar. Por isso quando comecei investi em um curso de precificação e assim ter uma planilha mais automática para trabalhar o valor final de cada peça sem eu precisar pensar muito no processo de precificação. Como o tempo de trabalho é o que vale, calculo do meu jeito, quantos episódios da série eu assisti ou o tempo da playlist ou podcast que ouvi. Então vou encontrando formas de facilitar trabalhos que tenho problema. Ultimamente a venda tem sido minha dor, com o volume de informação do Instagram e minha dificuldade de envolver o público, têm ficado mais dificil o meu alcance para futuros clientes. Mas já estou estudando e mapeando melhor para tentar trabalhar com o que tenho. Ainda mais nesse momento sem feiras presenciais.

Fotografia: acervo Bem Mimosa

 

Você possui  algum projeto que possa nos adiantar?
Esse ano já lancei 3 formatos diferentes, uma coleção toda em estilo mais folk e mais colorido de bordado, misturando estilos do mundo, mas com desenho meu de insetos e plantas. Criei uma linha toda de “Faça sua arte”, são 4 modelos de flâmulas e bandeirolas já com o desenho pronto para receber o formato de trabalho e arte que a pessoa quiser, da pintura ao bordado, aplicações e intervenções. Minha ideia com essa linha é deixar a pessoa livre pra pendurar simples ou criar como quiser. E com tanto pedido de aula e dicas de bordado no tule, criei um guia cheio de dicas, macetes e detalhes com riscos exclusivos meus. Porque na verdade o bordado é o mesmo do bordado livre, só uma adaptação dos pontos e alguns cuidados. É o primeiro produto digital que lanço. Para novas ideias, tenho coletado referências, mas ainda sem enxergar bem o que vai sair, só sei que tenho muita vontade de lançar produtos novos para decorar a casa.

 

Você leva arte para dentro da casa das pessoas. Como você é isso para você?
Sempre digo que enquanto trabalho fico mentalizando sorrisos. Meu desejo sempre é que quando uma arte minha decora um lugar especial de alguém, que ela sempre possa sorrir ao olhar para meu trabalho. Pra mim, é sobre entregar sorriso, arrancar um sorriso, entregar leveza e delicadeza.

Fotografia: acervo Bem Mimosa

Conheça mais o trabalho da Mari através do Instagram Bem Mimosa.

Conhece alguém que pode se interessar pelo trabalho artístico? Então compartilhe nosso artigo e incentive outros a refletirem sobre o assunto.

No Comments

Post A Comment

Cadastre-se!

Olá! Deixe o seu e-mail para receber conteúdos exclusivos, novidades e descontos.